Roberto

A INCRÍVEL RESILIÊNCIA DOS JOGOS DE TABULEIRO

      Ainda existem jogos de tabuleiro? A resposte é… sim! e taí algo que parece eterno, os jogos de tabuleiro, a despeito de toda a tecnologia dos dias atuais, segue firme e forte! Segundo pesquisadores, os primeiros jogos do gênero datam de 7.000 a.C . e o jogo mais antigo que se tem notícia chama-se mancala e tem origem na África.  Os jogos de tabuleiro se disseminaram através da expansão marítima, como tudo na antiguidade. Cada cultura então foi moldando os jogos de acordo com seus costumes, os indianos, por exemplo, criaram o xadrez,  os incas o jogo de damas e por estas bandas tupiniquins, o jogo da onça. Lembro bem do Banco Imobiliário, War, Monopólio, moinhos, damas, etc. até chegar ao xadrez, e a partir daí deixando a coisa mais intelectualizada, cheio de estratégias e perigos. Adorava jogar xadrez; nem sei se hoje consigo… O jogo de tabuleiro é algo lúdico que mexe com nossos ímpetos e criatividade, mesmo que nos arrisquemos através de dados, que muitas vezes traiçoeiros, nos puxaram o tapete quando estávamos quase com a mão na taça. Em 2022 foram lançados quase 700 novos títulos no Brasil, numa demonstração clara de que o mercado para esse tipo de produto segue firme e forte. Talvez então não seja surpresa ser esse um mercado bilionário em nível mundial. Segundo a ABRINQ – Associação Brasileira de Fabricantes de Brinquedos – o setor nacional teve um faturamento de R$ 7,8 bilhões em 2021, sendo os jogos de tabuleiro responsáveis por 10% deste montante, ou seja: R$ 780 milhões. Nada mau para um segmento que muita gente acredita ter sido esfarelado pelos jogos eletrônicos, digitais e internet. Enquanto existir a vontade de brincar, tem mercado para todo mundo, os números não me deixam mentir. Visualizações: 30

Leia Mais »