Roberto

RINHA DE GALO: A CRUELDADE CONTINUA

Impressionante, mas em pleno século 21 certas barbáries continuam. E de vez em quando saltam aos nossos olhos para nos alertar de que ainda existem imbecis a perpetuar crueldades por puro prazer ou ganância. No jornal Zero Hora 22/08, lemos que a Polícia Civil recolheu 60 aves em poder de um casal em Alvorada na região metropolitana de Porto Alegre, mantidas em cativeiro para serem “usadas” em rinhas, uma atividade ilegal. Os galos se engalfinhavam em um galpão – sempre montados como uma espécie de ringue – onde ferimentos e sagueira brotam para deleite dos apostadores. Agentes da Delegacia do Meio Ambiente do Departamento Estadual de investigação Criminal (DEIC) apreenderam também os “troféus” com que eram agraciados os vencedores, pegaram também anabolizantes e vitaminas usados para “bombar” os pobres bichos. Responsável pelo comando da operação, a delegada Samieh Saleh diz que a polícia investiga para descobrir os apostadores que frequentavam e se apraziam com o nojento crime. Tomara que isso sirva de exemplo para que esse tipo de gente procure outros tipos de entretenimentos, tipo lutas entre humanos, que sabem o que estão fazendo e assumem as consequências e não pobres animais inocentes, que são treinados para serem tão violentos e estúpidos quanto seus donos. Rinha de galo é crime! Visualizações: 46

Leia Mais »